Foto: Ricardo Stuckert/CBF
Feminismo,  Lifestyle

Futebol também é coisa de mulher: 05 fatos do futebol feminino

Mesmo sem muito destaque na mídia, o futebol feminino tem uma história de luta contra o preconceito, marcos incríveis e personagens memoráveis. Aproveitei o clima de Copa do Mundo e a vitória do Brasil contra a Sérvia para trazer alguns fatos sobre a história do futebol feminino e mostrar que futebol também é coisa de mulher.

O início de tudo

Os primeiros registros da modalidade são na Inglaterra, numa partida entre Inglaterra x Escócia no ano de 1898. Já seu início no Brasil é um pouco incerto, tendo registros de times mistos em 1908 e o primeiro jogo oficial apenas com mulheres em 1921, entre os bairros Tremembé e Cantareira.

Um fato curioso é que antes a data oficial do primeiro jogo de futebol entre mulheres era 1913, durante um evento beneficente, mas anos depois foi descoberto que as jogadoras eram na verdade homens,  jogadores do Sport Club Americano, vestidos de mulher.

Futebol feminino já foi proibido por lei

Após a primeira partida oficial da modalidade o preconceito começou a se intensificar, já que o futebol era considerado um esporte bruto e inapropriado para mulheres da sociedade.

Muitas pessoas demonstraram sua insatisfação, inclusive escrevendo cartas ao então presidente Getúlio Vargas, e, por isso, no ano de 1941 foi assinado o Decreto-Lei n° 3.199/41, do Ministério da Educação, com o 54° artigo que trazia: “Às mulheres não se permitirão a prática de desportos incompatíveis com as condições de sua natureza”.

Felizmente este decreto foi revogado de 1979.

Seleção masculina com treinadora feminina

Treinadora portuguesa Helena Costa. Foto: Sportskeeda
Treinadora portuguesa Helena Costa. Foto: Sportskeeda

O time da segunda divisão francesa, Clermont Foot, contratou em 2014 a treinadora portuguesa Helena Costa, sendo a primeira mulher a ser contratada por um time masculino. Infelizmente Helena deixou o time após colegas do sexo masculino declararem que ela era apenas um rosto para atrair publicidade e por ter sido deixada de lado nas decisões do time.

Logo após o time contratou a treinadora Corinne Diacre, ex-jogadora da seleção francesa. Diacre deixou o time em 2017 para treinar a Seleção Francesa de Futebol Feminino.

Melhor jogador do mundo é mulher

Estrela do futebol feminino: Marta, eleita 5 vezes melhor do mundo pela FIFA
Estrela do futebol feminino: Marta, eleita 5 vezes melhor do mundo pela FIFA

Quem nunca ouviu falar da Marta? A jogadora que começou sua carreira profissional no Vasco da Gama já passou por times como Santos, Los Angeles Sol e atualmente joga no Orlando Pride.

Mas passar por vários grandes times não é o único marco da carreira de Marta. Além dos inúmeros campeonatos vencidos e a participação em eventos como Copa do Mundo de Futebol Feminino e os Jogos Olímpicos, Marta também carrega a marca de melhor jogadora do mundo pela FIFA, cinco vezes consecutivas!

Machismo no esporte

Infelizmente o mundo dos esportes pode ser considerado um dos ambientes mais machistas da sociedade. Além das insinuações clássicas de que “lugar de mulher é na cozinha e não jogando futebol” ou que “futebol feminino só é bom quando acaba”, a modalidade também sofre com a falta de incentivo financeiro e divulgação.

Apenas 2,7% da cobertura da mídia é destinada ao futebol feminino e o prêmio que a modalidade recebe da CBF é 141 vezes menor do que dado aos homens que ganharão o Brasileirão 2017 – R$120 mil contra R$17 milhões.


O futebol feminino ainda sofre muito preconceito e possui pouco espaço na mídia, mas ele vem construindo uma história de luta e nos apresentando mulheres inspiradoras e cheias de garra. É nosso papel como mulher celebrar essas conquistas e torcer para que cada vez mais consigamos nosso espaço no mundo dos esportes.

E para você que está acompanhando a Copa do Mundo 2018, não esquece que em 2019 tem a Copa do Mundo de Futebol Feminino na França. Vamos nos juntar e criar uma torcida empoderada. VAI BRASIL!

Oi, eu sou a Bruna, founder do The Gang, tenho 23 anos e sou formada em Publicidade e Propaganda, trabalhando atualmente com Marketing Digital. Gosto de conversar com as pessoas e conhecer pontos de vista, principalmente sobre livros, séries e filmes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *